Branquinha Viciada Em Porra – Video Mix

4 min

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

visualizações

4 min

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

Branquinha Viciada Em Porra – Video Mix

Branquinha Viciada Em Porra – Video Mix

Mas era o namorado da minha filha, o que fazer?"Ola queridos (as) , este é o meu primeiro conto, não sei se será o unico, mas por ser muito viciada em historias eroticas na internet, acabei frequentando muito sites de contos, onde criei coragem para falar um pouco da minha vida. Continuei na mesma posição,em pé na cama,tirei meu pau da sua buceta e  coloquei novamente em seu cu que estava todo melecado e,por isso,entrou escorregando,falei para Leona me dar as mãos para brincarmos,no caso de o cachorro come a gata,fazia cara de tarado segurando suas mãos até que voltei a segurar sua bundinha e comia sem dó seu delicioso cuzinho,foi uma das melhores bundas que já comi,acelerei ainda mais os movimentos pois estava com muita fome(parecia um coelho),tirei a camisinha do meu pauzão e urrando comecei a gozar em seu buraquinho,foram 9 jatos bem fartos de porra branquinha que escorria por todo o seu corpo,ela pegava meu esperma de seu cú e de sua barriga e o levava até sua boca engolindo-o,nunca me esqueçi disso,sentei na cama e Leona pegou no meu pau que estava um pouco duro,quase ficando mole e começou a me punhetar,quando meu amigão ficou duraço,ela iniciou uma chupeta dos Deuses,eu já havia gozado muito mais ela me fez ficar com tesão de novo e disse:Você vai sair daqui bem satisfeito meu macho.

"Biel contou tudo como aconteceu à Isa, desde o vídeo até a manhã seguinte à transa, quando soube que seu pai voltaria para casa.

Entrei e fui direto para o banho, quando sai de pijama ele perguntou porque estava vestido, a casa era só de macho e que lá homem não poderia estar arrumado, me virei e arriei o pijama mostrando para ele minha bunda branca, onde recebi um taba gostoso e um apertão, quando me levantei, ele me abraçou por trás e pude sentir seu pau latejando nas minhas nádegas, abri um pouco a perna e deixei ele crescer por entre minhas coxas, que sensação deliciosa, ele apertava meus peitos e beijava minha nuca, estava com a barba para fazer e ficava arrastando ela nas minhas costas, deixando-me todo arrepiado, eu empinava a bunda para sentir seus pentelhos no reguinho, ele colocou a mão na minha bunda e arregaçou, fazendo seu pau passear pelo meu rego e parava com sua cabeçona na entrada do meu cú, perguntei se ele gostava de dar linguadas no rabo e sua resposta foi um NÃO bem alto, ficou um bom tempo roçando seu volume no meu rego e depois pediu para eu chupar seu pau, pois queria gozar pois não estava aguentando, perguntei se ele queria gozar na boca ou no meu rabo? Ele perguntou se eu aguentaria sua pica no rabo, falei que tínhamos a noite toda para tentar, ele ficou mais ainda tesudo, iniciei uma mamada bem devagar e fui lambendo seu mastro, com muito carinho, ele se sentou e eu chupava, chupava, lambia suas bolas e depois tentava sentar no seu mastro, ele foi ficando cada lambida mais tremulo e dizendo que iria gozar, dei uma parada e fiquei olhando para seu pau pulsar e suas veias estufarem, coloquei uma camisinha e fui sentar no seu colo, tentei relaxar para sua pica entrar mas era em vão, fiquei de quatro com o cú virado para ele e pedi para ele tentar meter assim, ele falou que esta era a posição mais gotosa que ele achava e que sua patroa não gostava de dar pra ele assim, ele segurou minha bunda e foi tentando meter no meu rabo, relaxei e deixei ele invadir meu cú do modo que ele ia conduzindo, foi uma dor que eu suportei por amor aquela pica, antes de entrar tudo ele já estava me apertando dizendo que meu cú era apertaaaaaaado de mais e seu pau cresceu e largou um volume grande de porra, não entrou nem um terço daquele pedaço de musculo e o coroa já havia enchido a camisinha de leite, era tanto leite que escorreu pelas minhas pernas.