Caiu Na Net Flagra Real Amador Brasileiro Amiga Vadia Da Faculdade Buceta Grande Berrando No Sexo Anal Hardcore Tarado Do Interior De São Paulo

2 min

Categoria:

Tag: , , , , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , ,

Caiu Na Net Flagra Real Amador Brasileiro Amiga Vadia Da Faculdade Buceta Grande Berrando No Sexo Anal Hardcore Tarado Do Interior De São Paulo

Caiu Na Net Flagra Real Amador Brasileiro Amiga Vadia Da Faculdade Buceta Grande Berrando No Sexo Anal Hardcore Tarado Do Interior De São Paulo

Falei: Cara, ela é muito safada, foi colega de faculdade de Bruna, sempre deu em cima dela, porque ela é BI, Bruna sempre levava as investidas na brincadeira. Ele pediu pra ver ela sem roupa, ela levantou e baixou o vestido ficando só de calcinha e sutiã, quando ele viu a buceta inchada dela se ajoelhou e começou a beija-lá e mordiscar.

Não resisti mais, abri a porta e dei de cara com ele so de sunga, com metade do seu pau, grande e grosso, pra fora. Sou português e como tal peço desculpa se algum termo que usar, não for familiar ao povo brasileiro que domina este site. A freira ia ver o frade sempre que podia e sempre disfarçando pra ninguém notar e pegar ela no flagra. Dentro da sala não se enxerga nada mas pude estimar que em seu interior haviam dois casais. Falei para ela deitar-se de bunda pra cima,me ajoelhei no sofá,enterrei o pinto na bucetinha dela e comecei a comer,fiquei  “grudado” nela segurando-a pela cintura por um tempo fazendo movimentos rápidos e ela gemia dizendo que eu fizesse dela o que bem quizesse até que me sentei no sofá e mandei ela se  abaixar,ficando de joelhos na minha frente,disse que iria gozar na sua boca e rosto,ela começou a me punhetar,eu já estava com meu saco dolorido,peguei no meu pau e terminei de bater até que comecei a gozar,sentia meus jatos de porra saindo voando na sua boca e naquela cara de vadia safada,ela me olhava com o rosto todo lambuzado dizendo que eu era um machão com cara de menino,eu estava satisfeito e relaxado. Sua amiga, sem nos deixar pra trás, também clamava pelo prazer da língua da minha enrabada servil. Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal. – Que tarado! Mas muito obrigada! Qual seu nome?– Rafael e o seu delicia?– Nathália. De inicio mãiiinha apenas gemia e arfava mas depois que atingiu pela primeira vez o gozo debaixo daqueles cinco, começou berrando que nem louca. uma calçinha bem pequena Paulo começou a acariciar meus peitos devagar.