Caiu Na Net Flagra Real Amador Brasileiro Deliciosa Muito Safadona Arrombando O Cú Tio Safado No Rio De Janeiro

85 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

85 seg

Categoria:

Tag:

Caiu Na Net Flagra Real Amador Brasileiro Deliciosa Muito Safadona Arrombando O Cú Tio Safado No Rio De Janeiro

Caiu Na Net Flagra Real Amador Brasileiro Deliciosa Muito Safadona Arrombando O Cú Tio Safado No Rio De Janeiro

Tenho 23 anos, 1,74 m, 65 kg, cabelos pretos longos, tenho um corpo bem brasileiro, bunda grande, pernas grossas e boca carnuda.

"Fui beijando ela todinha, fui descendo, descendo até que comecei a chupa-la e ela começou a se contorcer, aquela bucetinha deliciosa, aquele grelinho ficando cada vez mais inchado na minha boca, puta que pariu que delicia.

"Olá, meu nome é Rafael, moro no Rio de Janeiro e tenho 20 anos, moro aqui desde criança e com 18 anos comecei a namorar com uma menina chamada Paola, ela tinha 18 anos, morena clara, Cabelos longos até a cintura, peitos grandes, magrinha e uma bundinha empinadinha, Eu era louco pra comer ela, mas ela era virgem, ela me enviava fotos de calcinha, dos peitos dela, e só Estigava, eu não me contentava dela ao menos não pagar um boquete pra mim, ela tinha muito medo, pois usava aparelho, tinha medo de machucar, e só fica a dando beijos no meu pau.

vi a Safira saindo devagarinho com a mão na boca… Safadona entrou no banheiro e eu nem me apercebi, esteve me espiando e eu me esporrei todo pensando nela.

Minha profissão me favorece, passo mais tempo ausente de casa, então posso me “montar” nos hotéis da vida e rebolar meu rabão enorme nas Webcams da rede… Eu me excito demais com isso, tem noites que gozo 5, 6 vezes… mas chegou um momento em que eu queria saber como era ter um macho dentro de mim, me arrombando, queria sentir um pau de verdade entre os lábios e o gosto do sêmen jorrando na minha boca, queria ser currada e ter o cu invadido por um cacete de verdade.

Ele queria que fizesse um filme erótico amador, onde ele seria o diretor e câmera, e eu seria sua atriz principal. Enquanto o elevador subia o safado não tirava o olho do meu corpo, eu como sou uma vadia bem safada perguntei se ele estava gostando do que estava vendo, ele respondeu que sim, eu dei um sorriso e lhe chamei para beber uma água em meu apartamento. Lídia passava o protetor naquele corpo delicioso e eu acabei flagrando ela massageando a xana com a outra mão enquanto passa o protetor.

Eu acho muito bom quando a mulher gosta e sente prazer em fazer sexo gostoso,sem neuras pois em quatro paredes,tudo é válido para ter prazer em ambas as partes,sentir um bom orgasmo para aliviar toda a tensão sexual.