Caiu na net vídeo porno caseiro adolescente peitinhos pequenos exibindo para amigo bem gostoso – es

1 min 1 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

1 min 1 seg

Categoria:

Tag:

Caiu na net vídeo porno caseiro adolescente peitinhos pequenos exibindo para amigo bem gostoso – es

Caiu na net vídeo porno caseiro adolescente peitinhos pequenos exibindo para amigo bem gostoso – es

"Este conto foi enviado por uma coroa muito safada, usuária do Xvideospremium.

eu conheci ele no colegioO nome dele e bruno ele e alto branco olhos mel cabelo liso e safado d+ des doano passado eu e ele tinha um clima ficava trocando olhares conversando d vz enquando o problema q ele e popular no colegoo eu era mt timida pensava q ele tava d zuação cmg n queria nd nosso relacionamento era assim ele chegava na sala de aula eu chegava primeiro que ele como chegar ele falava comigo normal aí eu também falando com ele porque nos chegavamos primeira sala acho que a gente fazia de propósito pra gente poder conversar pouco nós se gostanos ele tava falando comigo tá disse que gostava de mim eu pensando que era só zueira porque eu era muito tímida ficava dando fora não sabia o que tava perdendo… aí chegava os amigos dele na sala depois eu falava pra ele descansar que eu não queria ninguém pegou no meu pé Ele disse que queria comigo público eu disse não quero ele respeitou até o momento disse pra passar na casa dele esse dia pois da escola queríamos ter um trabalho mesmo pra fazer sobre a olimpieda disse q ia ver se queria ir Ele disse que ia me beijar na frente dos amigos dele se eu n fosse falei q eu ia tar lar abriu um sorrizo e os amigos dele oq vc ta fazendoeu disse não conta nada sobre isso ele disse resposta do dever de matemática e disse pra minha que ia fazer o trabalho na casa de uma amiga depois da aula eu esperei todos ir embora esperei na bliblioteca deixei um bilete cm turma amiga pra entregar a ele ele foi atras d mim ele disse vamos eu disse esse alguma que você ainda tiver por aqui já foram todos embora eu fiquei cm um pouco d medomas fui queria saber até aonde ele iria fomos pra casa dele a mãe dele estava no salão de beleza o pai trabalhando até a noite e o irmão do futebol ele fica em casasozinho todos os dias ele me convidou entrei ele perguntou porque que? eu ficava fingindo não conhecer na escola sim sim sim mas somos muito diferentes ele disse mas não tem importância Eu gosto do seu jeito de me dar fora e tal se quiser continuar comigo assim eu continuo eu não tenho vergonha de você mas às vezes quando parece que você tem vergonha de mim eu disse eu não no bairro vai ficar todo mundo pegando no meu pé depois você sabe que ele já me zoam bastante mas eu te defendo vc sabe eu disse não quero que ninguém saiba disso ele tdbm ele disse vamos aproveitar esse tempo e melhor n eu disse vem so um pucoquinho ele me abraçou disse n me negue isso n so quero fazer carinho te amar vai me beijou e me deu a mão me levou pro quarto dele na porta começou a me beijar me agarrar disse pra ele parar disse q era virgen ainda ele disse calma amor eu disse tranca a porta pf ele tudo bm perguntei se tinha camisinha elr disse tm eu tava cm medo ele relaxa vai eu se não é pra ele contar pra ninguém ele calma vai ficar entre nos ele me beijou denovo me levou pra cama sentada ele tirou minha blusa viu meu sutiã preto ebeijou o meus peitos ainda cm o sutiã depois tirou ele beijou no pescoso depois tirou minha saia pegou a minas coxas e massageou n qiis w ele brijasse la rm baixo comecei a me repiar quando ele me beijou na coxa eu levantei a cabeça dele e beijei titei a blusa dele e depois a calsadele e a cueca me assustei quando vi aquilo inorme ele pegou a camisinha botou ela rapido tirou minha calsimha enviou cm força nessa doeu mt eu gritei nessa hora ele me beijou ficou um tempo parado saiu sangue ele nm limpou me deitpu foi indo bombeando cm força eu gemia mt dava mas tesao a ele ficava disse pra ele tava duendo ele disse q a dor depois parava continuor na pegaçao mal tempao tava doendo pra caralho mas era mt bm eu arranhei ele de tanto tesao ele fozou indo cm mas força em mim no final ele começou cm as acarisias mas beijo e foi mas de vagar disse q na proxima vz n iris duer depois durmimos agarrados e depois disso bateram na porta era io irmao minha sorte e que ele n me conhece me viu nua na cama do irmao dele ele me apresentou como namorada do irmao fiquei cm vergonha e me arrumei e fui em bora o irmao dele prometeu n contar nd sinti ciumes da parte do bruno fui em bora correndo ja tava tarde e o breno ajudou o bruno a arrumar a cs.

Hoje minha putinha vai virar atriz pornô… vai foder bastante para mim, não vai minha putinha? dizia ele. Ele tinha parado de me lamber, mas continuava falando, me mostrando como os meus peitinhos estavam duros, como eu estava toda arreganhada para ele, como eu era uma putinha oferecida. DIZ QUE ASSIM FICA MAIS FÁCIL PASSAR EM TODOS OS LUGARES…SEUS DEDOS RESVALAM NO MEU CUZINHO E COMEÇO A SENTIR QUE MINHA TEMPERATURA INTERNA SOBE INSTANTANEAMENTE…PENSO QUE ESTOU IMAGINANDO COISAS, QUE FOI APENAS UM MERO DESCUIDO QUE OCORREU E TRATO DE CONTER A MENTE QUE JÁ QUER CRIAR MIL DESDOBRAMENTOS, AFINAL QUEM JÁ NÃO TEVE UM MOMENTO DE TESÃO POR UM TIO BONITO E GOSTOSO? MUITAS VEZES, QUANDO VIA A MULHERADA SE DERRETENDO PRA ELE, FANTASIEI QUE PODERIA SER EU NOS BRAÇOS DELE…MEROS SONHOS DE ADOLESCENTE. Eu nunca havia visto um homem tão gostoso.

Isso era de manhã, quando deu a hora do almoço ele ligou e perguntou se podia ir la pegar umas coisas, então eu disse claro a casa é sua, quando chegar eu fico dentro da piscina, e sorrimos, quando ele chegou dei uma de vergonhosa, ele que não sabe que eu estava me exibindo para ele no dia anterior e cheia de tesão, quando ele chegou foi direto na piscina e eu estava nadando, ele sentou na cadeira de tomar sol e perguntou se estava tudo bem se tinha feito as marquinhas aí eu falei já deu uma bronzeada, mais dois dias vai ficar bem forte as marquinhas, ele falou que ia fazer algumas coisas de serviço em casa e que eu podia ficar a vontade, quando ele entrou resolvi deitar na cadeira de sol e ver no que ia dar, puxei o biquíni pra tentar tampar o máximo minha xaninha, mas não tinha muito o que fazer e meus seios estavam super tesudos com aquela tira cobrindo só os mamilos, depois de um tempo meu sogro sem cerimonia chegou e ficou do meu lado, meu coração disparou, e ele disse nossa ta muito calor la dentro, e passou alguns segundo e ele falou nossa meu filho tem muita sorte, você está linda nesse biquíni, fiquei toda toda e disse obrigada, como estava deitada e ele sentado bem no rumo das minhas pernas, quando fiz um movimento para pegar meu boné senti o biquíni entrando na minha bucetinha, fechei as pernas e pensei, e agora, respirei e o tesão falou mais alto, fui abrindo as pernas de leve e deixei ele apreciar minha bucetinha e fingi que não estava vendo o que estava acontecendo, pela reação dele deu pra perceber que ele estava vendo minha xaninha, os lábios estavam de fora, fiz que não tinha percebido, eu de óculos escuros e boné olhava disfarçadamente, vi quando ele deu uma apertada no pau, ficou um silencio aí ele falou se eu importava dele nadar na piscina e que ele ia colocar uma sunga, pensei aquela sunga, hummmm delicia, falei meu sogro o senhor está na sua casa, fique a vontade, quando olho, lá vem meu sogro com uma sunga branca parecia ser de lycra, apertadinha com o pau de lado, a minha sorte que estava de óculos pois ele ia ver minha reação na hora, que rola grande, imaginei na hora se ele entrar na água vai ficar tudo transparente, ai ele foi dentro da casa e pegou uma cerveja pra nos dois, só que ele tinha virado o pau pra baixo, e estava me matando ver aquele pinto mole mas muito grosso, como o pai podia ter uma ferramenta daquela e o filho ter um muito menor, ele sentou na minha frente e começamos a beber e conversar mas ele não tirava os olhos do meio das minhas pernas e nem disfarçava, e eu de olho naquele pauzão, então eu falei não vai entrar na água, estava louca pra ver aquela sunga molhada e transparente, então ele deu um mergulho, saiu da piscina sentando na lateral e inclinou o corpo pra traz revelando o pau mais grosso que eu podia imaginar, ele ficou naquela posição de proposito, pois era totalmente transparente a sunga, ele queria se exibir pra mim, e fiquei hipnotizada, não conseguia parar de olhar, então levantei e fui ate a geladeira, estava confusa, com tesão, nervosa, ao caminhar vi que ele me comia com os olhos quando voltei vi que ele tinha mexido no pau e a cabeça bem vermelha estava puxada por de baixo da sunga transparente, eu me segurei pra não cair de boca naquela rola, conversava com ele até gaguejando, kkkkkkk, então entrei na piscina, puxei minha calcinha pra entrar toda na minha xaninha e no cuzinho ao sair deitei de costa pertinho dele e abri um pouco as pernas, e falei que ia tomar sol pra bronzear o bumbum, ele ficou calado, então peguei o celular e pelo vidro vi que ele se ajeitava pra ver no meio das minhas pernas, então resolvi sacanear fiquei de quatro empinei a bunda e fiz que ia pegar meu copo de cerveja, ele viu até minha alma, retornei e ao olhar pra trás vi que ele estava com a mão apertando o cacete, fiquei deitada um tempo pra ele apreciar minha bundinha e bucetinha que estava quase toda a mostra, depois de um tempo ele foi pegar outra cerveja, e quando voltou entrou na água e sentou na minha frente só pra exibir o pauzão, maldoso, tava me matando de tesão, então do nada falei, a sua sunga é igual ao meu biquíni, é bem pequena, com essa sunga não pode ir ao clube, ele então sorriu e disse, porque, eu falei é transparente e sorri, aí ele perguntou será que eu ia apanhar no clube pelas mulheres, eu falei ia apanhar dos maridos pois chama muita atenção, e sorri, ali foi a deixa pra ele dar uma investida, aí falei sem molhar já chama a atenção, quando molha fica bem transparente, ele perguntou, na tora, você gosta do que vê, deu um nó na garganta e sorri, e disse SIM, ficamos em silencio, então falei estou impressionada, ele perguntou com o que, com o tamanho, ele então disse, quer ver fora da sunga, não consegui responder, eu deitada na beira da piscina com minha bucetinha pegando fogo e ele sentado na minha frente, ele simplesmente puxou a sunga de lado e saltou aquela rola grossa meio dura com a cabeçona toda exposta, fiquei paralisada por alguns segundos e falei nossa, fiquei sem reação, então ele tirou meu boné e o óculos, apertou o cacete e aproximou de mim, como estava deitada e ele sentado na beira da piscina seu pau veio de encontro ao meu rosto, e ele disse, sinta ele, e passou o pau no meu rosto e minha boca, em silencio peguei o pau dele e comecei a lamber e morder aquilo foi inchando, pensei como pode existir um pau tão grosso tentei enfiar o pau na boca mas conseguia enfiar so a cabeçona, entrei em transe de tanto tesão, comecei a bater uma punheta, mordia, chupava, lambia, o pau dele era pesado, muito louco era desproporcional para um homem, o que mais me deixava louca era a grossura, enquanto chupava ele dizia, aproveita que ele é todo seu fiquei acho que uns 15 minutos desfrutando daquele monumento, então ele entrou na piscina me virou e abriu minhas pernas e caiu de boca, confesso que eu um minuto no máximo dei uma explosão de orgasmos tão intenso que achei que estava fazendo xixi, fiquei paradinha por alguns segundos, então ele me puxou pra dentro da piscina e cruzei minhas pernas na cintura dele e senti seu pau esfregando no meu cuzinho e ele me deu um beijo demorado fiquei sentindo ele pulsando no meu cuzinho, aí ele me levou pra fora deitou na cadeira de sol segurou aquela cacetão pra cima, totalmente lindo e gostoso, cai de boca, aí ele disse senta nele, subi na cadeira abri as pernas e fui descendo até sentir a cabeça grossa forçando minha xaninha, embora toda molhada fui sentindo a cabeça abrindo minha bucetinha, subia e descia deslizando aquela cabeça pra dentro e pra fora ele foi a loucura vendo meus movimentos, o pau dele pulsava de tesão, então resolvi ajoelhar na cadeira e cavalgar deixei a cabeça entrar e fui descendo bem devagar, entrando e saindo bem lentamente estava prestes a gozar novamente, pois como o pau era muito grosso ele ficava roçando meu clitorix, fui forçando meu corpo até pra ver onde ia aguentar, consegui até quase na metade, acho que qualquer mulher iria ficar louca em rebolar numa rola daquela grossura, rebolei muito, aí ele pediu para eu fuder o pau dele com a posição invertida , sentar na rola virada de costas que ele queria ver minha bunda enquanto rebolava no pauzão, obedeci, ele ficou louco e eu mais ainda, me dava tapa, me chamava de putinha, e minha xaninha sendo rasgada pela aquela rola deliciosa, depois me colocou de quatro e disse hoje você estava me provocando né quando ficou nessa posição na beira da piscina, eu disse que sim, e perguntei o senhor queria me provocar quando colocou essa sunga transparente, ele disse que sim, e nisso senti a cabeçona forçar minha xaninha, disse vem devagar nessa posição não sei se aguento, ele foi carinhoso e foi forçando e eu me preparando e relaxando pra receber bem gostoso, fui literalmente arrombada, perdemos a noção, eu gemia tão alto que os vizinhos todos deveriam estar ouvindo, depois ele me levou pra piscina e me fudeu la dentro, gozei de novo, e ele nada. Já estava ofegante e minha xotinha encharcada, levei minha mão até ela passando pelos pequenos e grandes lábios, cheguei no clitóris em movimentos suaves, percorrendo bem devagar. Eu fiquei em casa e por isso, o caseiro teve de dirigir o segundo carro, pois eram muitas pessoas.