Empresária Casada Na Putaria Com Ex-funcionário

9 min

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

visualizações

9 min

Categoria:

Tag: , , , , , , ,

Empresária Casada Na Putaria Com Ex-funcionário

Empresária Casada Na Putaria Com Ex-funcionário

Tem poucos pelos, bem baixinhos…”, a medida que ela ia falando, meio influenciada pelo álcool e pela situação, ia ficando mais e mais excitada.

Você pode fazer isso por min Mauro?– Se é o que o senhor deseja…– É o que desejo sim, você está excitado? Está de pau duro?– Porra! E muito. Ele me chupava enquanto me olhava"MACHOS NUM CONGRESSO EMPRESARIAL (UM NOVO ENCONTRO)…Este conto é a continuação dos outros dois ,leiam para entender toda a estória. Cheguei na casa de Alexandre e ele estava saindo do banho, com uma toalha na cintura e me comprimentou e eu sorri pra ele. Um por um foi tomar banho e voltavam com a toalha na cintura mas logo tiravam;o tio do Ferreira era o único que ainda estava vestido e Ferreira perguntou se ele não ia tomar banho e ficar a vontade;Moacir pegou uma toalha e foi pro banho e ficamos bebendo e vendo o vídeo;Anderson já excitado e com receio pegava na rola do Djalma;eu chupava Jobson com receio de que o cara saísse do banheiro e nos flagrasse…. A primeira doeu muito, a segunda um pouco menos a terceira menos e a partir da quarta eu já senti que estava gozando sem ter qualquer contato com o seu pinto, gozava das palmadas que recebia.

O menino abraçava-a forte com uma mão na nuca da parceira e a outra na cintura. Começou a passar sua língua pela parte final de minha buceta que a essa hora escorria horrores. Costumo viajar a trabalho, e numa dessas viagens conheci uma casada deliciosa.

Ele trouxe algumas caixas e foi embora. Ele tinha de transar com Elisa também, afinal, era uma esposa e tanto, que não se incomodava com a relação dele com a filha.

RsEla dava pra mim, ela chamava amigos e amigas e as vezes rolava uma putarias nervosa, mas no carnaval do ano passado a coisa uma coisa inesperada aconteceu. – “Para rolar um anelzinho, tem que ter uma transa antes, pintar um clima, entende… não é assim, pá-pum!”Marcos ignorou o charme da namorada, excitadíssimo com a idéia. Eu chupava e lambia aquela tora e, com as duas mãos, punhetava o que sobrava.

E Por minha família na época não ter uma boa situação financeira eu resolvi arrumar um trabalho pra poder pagar o curso, e consegui de recepcionista num escritorio de advocacia do amigo do meu pai. – Tá, se o senhor garante eu topo.