Engolindo Tudo A Porra

46 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

46 seg

Categoria:

Tag:

Engolindo Tudo A Porra

Engolindo Tudo A Porra

Ai o Beto começou com a conversa que queria comer meu cuzinho, ele tem todo o jeito e sempre que saímos sozinhos ou com mais gente ele come, mas eu achei que não precisasse rolar porque a putaria já estava ótima, então a Josi ficou dizendo que queria me ver fazendo uma dp, aí já fiquei doida… não tem como eu resistir a uma dp, estou viciada nessa porra.

Meu sogro voltou com mais cervejas e apesar de não querer beber mais ele ficou insistindo pra que eu tomasse mais…o safado queria me ver bêbada mas como sá estávamos nos dois ali nem me importei muito e fiz o que ele desejava.

O Paulo queria saber mais sobre o fato de eu gostar de mulheres, perguntou se o meu namorado gostava e eu falei que ele adora pois sempre pegamos gostoso alguma amiga minha! A cada conversa ele ficava mais interessado em mim, e depois de muito papo ele pediu meu telefone. ""” Depois de três dias com Julia ela já não sentia dores nenhuma, eu me senti mais seguro e confesso que passei a olhar para aquela menina como uma mulher, eu já senta até um certo frio na barriga, todas as manhãs eu acordava com Julia ou apertando meu pau, ou já me chupando, de fato eu havia criado uma putinha, passei horas conversando com ela e contando a importância dela não contar para ninguém e muito menos fazer sexo com outras pessoas, me preocupava com a possibilidade dela ficar grávida ou pior, pegar uma doença de algum velho tarado… Não que eu seja novo, mas eu tinha apenas 26 anos… ENFIM, desde então julia já estava viciada em sexo, eu mal podia respirar e ela já estava ajeitando meu pau na entrada da bucetinha dela, aos poucos ela ia engolindo centimetro por centimetro da minha rola, meu pau ficava estourando de tão duro e então ela soltava um gemidinho e começava a cavalgar, eu estava me apaixonado por aquilo.