Flagra Esposa Cadelinha Comendo Esposa Vagabunda Com Colega De Trabalho Puteiro Em JoÃo Pessoa ParaÍba

3 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , ,

visualizações

3 min

Categoria:

Tag: , , , , , , , , , ,

Flagra Esposa Cadelinha Comendo Esposa Vagabunda Com Colega De Trabalho Puteiro Em JoÃo Pessoa ParaÍba

Flagra Esposa Cadelinha Comendo Esposa Vagabunda Com Colega De Trabalho Puteiro Em JoÃo Pessoa ParaÍba

Ela faz faculdade e por isso sempre vai para os congressos e passa alguns dias acampada com os outros colegas de sala, nisso acontecem muitas putarias e eu sempre acompanho tudo, pois ela me manda msg no celular a cada 5 minutos rsrs.

A freira ia ver o frade sempre que podia e sempre disfarçando pra ninguém notar e pegar ela no flagra. ia num puteiro, então vamos transformar… Pegou um cabo de aço dos aparelhos, bateu na minha bunda, doeu pra caralho…Ele me deaamarrou, e eu tive que chupar os 4 um por um"Aquela brincadeira de chupar o pau do meu irmão estava uma delicia, mas larguei aquele pau delicioso e me deitei na cama, meu irmão foi abrindo as minhas pernas e foi invadindo a minha bucetinha, com a sua língua quente e afiada, com dois dedos, socados no meu cuzinho, ele fazia um vai vem, muito gostoso que me fazia delirar, sua língua passeava por dentro e por fora da minha bucetinha, eu me contorcia de tanto tesão, eu soltava gemidos e sussurros, rebolando deliciosamente, eu apertava o seu rosto, contra a minha bucetinha e logo tive o meu primeiro orgasmo.

BOA MENINA, CADELINHA DORMIRÁ NA MINHA CAMA HOJE.

O meu amigo beija a boca da minha esposa enquanto as suas mãos acariciam e apertam as nádegas dela.

Hoje quando ele me pega para fuder, ele soca como se estivesse comendo uma puta, com muita vontade, com muito tesão. DIAS DEPOIS,PASSAMOS A NOS ENCONTRAR DIRETO,A ESPOSA SEMPRE AUSENTE E EU SEMPRE ALI NA PRESENÇA DELE,NOS CONHECEMOS MELHORES E TAQUEI-LHE UMA CANTADA,QUASE NOS BEIJAMOS,DAVA PRA VÊ QUE ELE PRECISA DE SEXO,DE SEXO DE VERDADE,ELE TINHA SEDE DE MIM. Ele me comprementou, perguntou o que estava fazendo ali e disse que estava dandouma volta, perguntou sobre o meu marido e falei que estava no bar, perguntei se ele estava trabalhando ali e entre outras coisas, me falou que não que só deu umapassada e ja estava indo embora e me disse: -se precisar de algo, trabalho em casa esse é meu cartão estou o dia todo la.

"Meu nome é Bruno tenho 45 anos hoje mas esse relato aconteceu quando tinha 43 anos , eu sempre gostei de teclar nas salas de bate papo quando tenho um tempo livre e por minha sorte nesse dia tive uma supresa daquelas pois já tinha conhecido várias mulheres na net mas essa foi especial pois meu nick sempre era pago gatas e entrei na sala de minha cidade mesmo já que sou do interior de SP uma cidade relativamente grande do vale do Paraíba ,mas vamos falar como tudo aconteceu kkk assim que entro na sala uma mulher já me manda uma mensagem boa tarde vc paga quanto eu mais que depressa respondo depende pois se for gata mesmo posso pagar até 300 ,pergunto a idade dela ela me diz tem 20 e eu já digo logo tenho mais que o dobro de sua idade e para minha surpresa ela diz que preferia assim mesmo que sempre foi umas de suas fantasias sair com homens mais velhos ,bom eu já fiquei com pé atrás pois era muito para ser verdade mas continuei falo para ela se descrever para mim , ela de imediato se descreve tenho 1. O gosto não muito diferente dos outros mas acho que o cheiro do corpo misturado com o perfume fazia ser diferente, ele coloca sua mão com os dedos entre meuscabelos e tira minha boca de onde estava, olha pra mim e me pergunta se gosto de chupar, eu olhando pra ele com uma cara séria mas com um ar de devassa digo que adoro,novamente ele me faz chupar e me pergunta do que eu gostaria de ser chamada, respondi do que ele quiser chamar, então ele segurando minha cabeça se encosta no sofá abreas pernas e diz – então vagabunda engole minhas bolas; ele força meu rosto e minha boca contra elas varias vezes até coloca-lo na minha boca e dizer: – engole esse cacetevagabunda, nào sabia ele ou sabia, que adorava e estava sentindo falta daquilo. Tesão ao nível hard resolvi ir no centro de SP, na avenida São João, onde tem um cinema chamado cine sex, os caras se pegam às escuras, ou vão para espaços para conversarem e talvez sair de lá com alguém. No outro dia a pessoa me liga novamente e fala a mesma coisa.