Marido Corno Deixa Travesti Comer Sua Esposa Safada

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , , , ,

Marido Corno Deixa Travesti Comer Sua Esposa Safada

Marido Corno Deixa Travesti Comer Sua Esposa Safada

O rebolar que eu fazia, fez Carlos gemer e gozar e Joao, assistindo a tudo, me fez engolir até suas ultimas gotas de uma gozada. Depois de 14 anos de casados, ele veio com aquele papo (que nós já conhecemos como o papo da vontade de ser corno…) de que precisavam incrementar o casamento, que estavam caindo na rotina… quem sabe se ela transasse com um outro não iria melhorar as coisas…Como quase toda esposa, quando ele começou a jogar essa conversa mole pra cima dela, ficou revoltada, achou que o marido não gostava mais dela, que estava procurando safadezas… mas ele insistia.

Sou Cassius, marido da Kelly, liberal e muito bem disposto.

Depois disso me limpei e voltei a ficar de pau duro e cai em cima de minha esposa e fudi ela na posição papaimamãe, e enquanto eu comia ela, o travesti me enfiava dois dedos no meu cu e batia uma punheta no meu cuzinho, não resisti e gozei de novo. Disse e ele que ficasse a vontade e avisei que como minha esposa usava aquele armário como closet, ela poderia pegar algumas roupas no armário daquele quarto após tomar banho, mas que não se preocupasse, pois ela era muito silenciosa, tentando com isso despertar a imaginação dele. "Começou a beijar minha clavícula, isso mesmo,um dos meus pontos fracos,mordia com sutileza,subia para o pescoço e voltava novamente, beijou meu ombro,começou a descer para os meus seios,iniciou uma série de beijos,chupadas,mordiscadas,alguns puxõeszinhos de leve,isso me deixava com as pernas bambas,principalmente as chupadas e lambidas…chego de viajem , pois fui morar em outra cidade no são joao venho visitar meus pais.

_ TODAO…DELICIA…TODAO…ahhhhrebolei e remexi gostoso e alucinado,subindo ate ficar so a cabeça dentro depois descendo ate o talo de novoas vezes devagar outra com força/violência ,sabia que ia ficar uma semana se sentar direito,mas azar,esenti o sujeito aumentar a força do gemido e ao mesmo tempo suas mãos pe pegaram pela cintura me puxando contra ele tentando enfiar mais fundo,ja me sentia empaladoentao jorrou dentro de mim jatos de esperma.

Diego ainda de pau duro pediu pra me comer. Ia trabalhar de ônibus e passava pelo centro de S.

– “Puxa, minha delícia… você sabe que eu adoro a sua boquinha safada, mas ainda tenho planos para essa noite.