Negão Pissudo Arrombando O Cuzinho Da Novinha

20 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

20 seg

Categoria:

Tag:

Negão Pissudo Arrombando O Cuzinho Da Novinha

Negão Pissudo Arrombando O Cuzinho Da Novinha

-Mana… você bebeu hoje?– Sim, um pouco. Na hora eu senti o pau dele me arrombando e mesmo assim a sensação era deliciosa; ele começou a meter e eu gemia sem parar.

Respondi que não conseguia esquecer a cena da cadela com os cachorros, ela escorregou a mão pela minha perna encontrando minha pica, acariciou levemente, baixou minha cueca e começou a tocar uma punheta deliciosa.

Mas o negão tinha vontade própria e avançou sobre mim.

Não no cuzinho, na xotinha mesmo, mas por trás, no velho estilo cachorrinho.

E iniciou uma série demorada de lambidas e beijos nas pernas, na barriguinha dela. Imediatamente sinto una jatos de porra invadir minha garganta.

Voltei para casa e tomei um banho neste momento vejo a fabiana levantar e ir ao banheiro ela passou me viu deu um bom dia e entrou no banheiro saiu e foi para o quarto.

Mas foi tudo em vão.

Depois dela chegar ao orgasmo ali eu estava de pau duro, louco para comer aquela safada mas ela não quis, falou que foder com o primeiro era pecado e que nós iriamos ficar apenas na chupada, fiquei um pouco triste mas mesmo assim gostei bastante de ter chupado aquela vadia.

E claro, sempre com aquelas roupas, Ah.

SABEM COMO É: VERÃO, CALOR, SHORTINHO, CAMISETA E LOGO APARECEM AS ABELHAS EM BUSCA DE MEL…PAPO VAI, PAPO VEM E CONFERIMOS NOSSOS NÚMEROS DE ESPERA.

Desde quando eu era bem novinha, que comecei a me tocar, nas minhas partes intimas descobrir o que era sentir prazer, ai eu comecei a usar roupas curtas, para me exibir e mostrar todo o meu potencial feminino, deixando os meninos loucos de tesão por mim e foi num final de semana com feriado prolongado, que os meus pais foram viajar e para não ficar sozinha, eu fiquei na casa da minha irmã Mara, que era a irmã do meio, como eu só usava roupas curtas, acabei provocando o seu marido ao ponto de deixa ló doidinho por mim. Enquanto Amanda me beijava fervorosamente, seu dedo acarinhava a porta do meu cuzinho.