Putaria Brasileira Novinha Muito Safadona Sofrendo Muito No Sexo Anal Na Pica Do Negao Da Barra Da Tijuca – Rj

2 min

Categoria:

Tag: , , , ,

visualizações

2 min

Categoria:

Tag: , , , ,

Putaria Brasileira Novinha Muito Safadona Sofrendo Muito No Sexo Anal Na Pica Do Negao Da Barra Da Tijuca – Rj

Putaria Brasileira Novinha Muito Safadona Sofrendo Muito No Sexo Anal Na Pica Do Negao Da Barra Da Tijuca – Rj

Quando a noite chegou o casal de amigos foi para fora da casa e foi dormir em uma barraca ( mas parecia que tava bem animado por lá ), enquanto nos três fomos para a sala.

Chupava com muito mais vontade do que jeito, mas ainda assim era delicioso o boquete daquela novinha tarada.

Eu te falei: agora quem vai gozar é o negão, porque to sentindo esta bucenta muito gostosa engolindo meu pau, vc: então goza negão porque já tá me fazendo gozar novamenteeeee!!! goza negão você vai gozar na buceta que vc tanto desejou e eu to aqui gozaanddoooo novamenteeeee!!!!! Eu gozei gemendo, uranno e ouvindo seus gemidos e gritos de gozosss, me chamando de safado e eu te falava: vamos sua putinha safadinha que gosta de uma pica e sabe o que é uma boa sacanagem!! gozamos loucamente, gritadamente, selvagemente,doidamente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! VOCÊ É FODA SAFADINHA!!!!!!!!!!!!!!!! ME DEIXA DOIDÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!– Tá gostoso Marina?Fala sua safada!Fala que você está gostando,vai manda o meu maridinho me mostrar que você deixa ele com mais tesão do que eu! – Opa opa opa…era um desafio,pisquei para ela levantei da mesa, virei toda a cena eu com os peitos pra fora sem pudor algum,encostei ele de na parede dancei pra ele colada em seu corpo sentia o pau dele duro roçando em minha bunda, esse tesão inexplicável me transformou na puta que eles tanto procuraram em mim,e já que ela estava ali invocada por pedidos dela e dele resolvi me comportar como uma! Caí de joelhos, e chupei aquele pau de respeito como se fosse o último boquete da minha vida,deixei ele todo melado em varias lambidas, cuspi na cabeça, engoli até engasgar, e fiz de novo até não engasgar mais, sentia as mãos dele me forçando ao seu encontro,enrolando meu cabelo em seus dedos,e sendo chamada de sua putinha,que era assim que ele gostava bem obediente e sacana e cada vez que ele falava comigo eu buscava seu olhar, e nada mais delicioso do que encarar um homem que te excita no boquete,a Clara assistindo tudo se masturbando e soltando todas as putarias imagináveis:Marta, Deitada, na cama onde fora estuprada de forma tão selvagem pelos tarados sádicos, muito lentamente, estava saindo do estado de torpor e passou a chorar em desespero total. Não quero culpar meu pai, pois ele estava sofrendo, mas o Gilberto passou a estar muito mais presente na minha vida do que ele, eu iria fazer 18 anos nospróximos meses então ainda não dirigia, por isso ele passou a melevar de um lado para o outro, sempre que preciso, além de me fazer companhia, sempre que possível. Oi, meu nome é Luana (fictício) e antes de começar a historia vou contar um pouquinho sobre mim pra vocês imaginarem bem como foi, tenho 23 anos, olhos azuis, 1,60 de altura e sempre fui bem magrinha, não tenho muito peito mas minha bunda é bem grande e sempre me deixou desconfortável, mas com o tempo aprendi a gostar do efeito que ela tinha nos homens.

Havia combinado de passar com amigos na praia da Barra da Tijuca aqui no Rio de Janeiro, vim mais cedo para deixar o carro devido a noite ser bem difícil achar vagas.

vi a Safira saindo devagarinho com a mão na boca… Safadona entrou no banheiro e eu nem me apercebi, esteve me espiando e eu me esporrei todo pensando nela.

E lá foram eles, conversando, ela disse que era brasileira, ele era dali mesmo.

Minha irmã foi tomar banho antes de entrar no chuveiro doidona falou para meu marido assim: sei que não está armado pq não gosta de ficar a pé com arma tenho facas na qualquer coisas pega lá ela foi tomar banho eu fiquei ali com ele como não estava com nada na cabeça não falei nada com meu marido, até porque, por mas que na cama falávamos muito nela como ela tivesse ali junto com a gente ou ela sozinha com ele essas coisas, a gente não tinha muito intimidade ela não me achava muito atraente até pq eu em casa ficava toda jogada andava pelada, nunca nem brincamos de beijinhos essas coisas sozinha,, eu já diferente dela achava ela linda nem ligava que era minha irmã acho q não tem nada haver ela era um tesão mesmo com toda sua brutalidade que ela era bruta, andava meu sem jeito mas não ligava eu conseguia achar algo mas nela, ela tinha curiosidades como quase toda mulher tem em sair com outra mulher ou uma mulher e um homem normal sem contar que liamos e reliamos a Trilogia Crosfire , 50 tons de Cinza e peça me o que quiser que alias recomendo.

Minha vida transcorria dentro da normalidade, até que um dia, olhando putaria na internet, abri um site que continha filmes héteros e gays, o que só descobri ao abrir um vídeo que continha uma cena gay.