Travesti tesuda levando vara

Travesti tesuda levando vara

Travesti tesuda levando vara

Nunca havia feito sexo com um travesti, não sabia se conseguiria fazer aquilo direito. Levando o padre ao nirvana total e assim gozou na boca dela.

Pra piorar a situação, quem estava me marcando era ele. Eu não agüentei mais segurar e gozei na boca dele. e o outro maior na minha bucetinha…pois não sabia se ia aguentar. Mudamos de posição, a coloquei de costas para mim e de frente ao espelho do seu quarto comecei a meter em sua bucetinha quente e lambusada de orgasmos, comecei um vai e vem frenético, dava tapas e puxava seu cabelo, como Ko gemia gostoso, eram sensações incríveis de puro prazer e desejos deliciosos, eu sentia meu pau bater no fundo da sua bucetinha,metia com força e velocidade, nisso ela começou a gozar de novo,foi um tesão transar com Ko branca gostosa e tesuda. Mas era muito sex, então fazíamos assim mesmo.

-O que aquele fedelho fez comigo ontem de noite é que não se faz. Após a transa, Sabrina o soltou das algemas, da mordaça e tirou sua venda.

Ela ficou toda vermelinha dos tapas que dei nela,rs. Me deixando com aquela vontade loca de colocá-lo pra fora e segurar com força o cabelo da sua nuca e ir abaixando sua cabeça bem devagarinho enquanto seus lábios deslizava pelo meu corpo e fazê-lo engolir cada centímetro.

Fomos acertando detalhes e perguntei onde seria nosso encontro.

Tentamos outros banheiros mas não deu certo… ele estava com medo e eu desanimei um pouco quando ele falou que era só ativo mas meu tesão era grande demais.

Acelerando os movimentos, começou um verdadeiro estupro, indiferente aos meus apelos.

De qualquer maneira, sendo casado com mulher ciumenta e possessiva, sobra pouco tempo sozinho para aprontar sem levantar suspeitas.

– Não é possível!– Pois é, eu inclusive dei uma bronca nela depois, porque não tinha me contado que transava com o Pedro, se eu soubesse teria avisado a ela antes de ir.