Vazou Mais Um Video Bucetuda Vadia Batendo Uma Siririca Do Seu Namorado De Sao Vicente

88 seg

Categoria:

Tag:

visualizações

88 seg

Categoria:

Tag:

Vazou Mais Um Video Bucetuda Vadia Batendo Uma Siririca Do Seu Namorado De Sao Vicente

Vazou Mais Um Video Bucetuda Vadia Batendo Uma Siririca Do Seu Namorado De Sao Vicente

Eu tentei fingir que não ouvi ou que não me importava e continuei batendo, mas ele tirou minha mão e virou para o lado, puxando a calça por cima do pau duro, melado e pulsando.

Quando se passou umas duas horas que estava tomando sol, ouvi um barulho que parecia que vinha da casa do meu sogro, como a piscina fica no fundo, o barulho era distante e não dei muita importância, como não tinha acesso dentro da casa, pois tinha pego a chave somente o quintal que dava acesso a piscina, continuei deita, então liguei pro meu namorado e disse que estava na casa do pai tomando sol, e mandei uma foto pra ele, ele ficou louco de tesão e começou falar umas safadezas e fui ficando com um tesão, hummm, quando desliguei o telefone fui tomar uma ducha para refrescar, e observei que a veneziana estava meio aberta, e quando cheguei ela estava toda fechada, fiquei pensativa e com medo, mas passou algum tempo e pensei será que meu sogro veio me espionar, me deu um frio na barriga, e logo meu pensamento se voltou para aquele volume que tinha visto no dia que estávamos os três na piscina.

– E agora você vai ser minha vadia – e dei um tapa de leve na cara dela, que esboçou um sorriso com a cara cheia de porra. Os vídeos pornô para nós fazem o papel de afrodisíaco e apimentam em muito nosso sexo, principalmente os de zoofilia, quando mulheres fazem sexo com cachorro, ela fica excitadíssima.

Eu perguntei o motivo de ele dizer isso, e ele disse que ele tava louquinho por mim, que queria foder comigo, que desde a primeira vez que me viu ele não consegue esquecer o meu jeitinho e nem o meu perfume, eu argumentei com ele dizendo que não podia rolar nada até porque ele era casado tinha até filhos, e ele me pegou nos braços fortes e quentes dele e perguntou se eu não queria nada nada com ele, ele me prometeu que se eu jurasse que não desejava foder com ele ele me soltaria, e eu não poderia mentir pra ele nem pra eu mesma, então fiquei quietinha enquanto sentia a respiração daquele negro, do sorriso envolvente e do olhar que deixa qualquer mulher com o psicológico abalado, então ele me pôs contra a parede, e me beijou a boca, eu fechei os olhos e me entreguei totalmente, não poderia nem me dar o desfrute de pedir pra parar de interromper por medo de meu papai ou minha mamãe nos pegarem no flagra, estava tão bom aquele clima de escondido é mais gostoso, logo ele parou o beijo e foi descendo a mão, pela minha barriguinha até chegar ao meu capozinho de fusca, que estava repartido no meio pela calça leggin, ele começou a esfregar o dedo do meio da mão dele no vão que a calça fazia na minha xaninha, começou a me masturbar por cima da calça e logo deu pra ele sentir o tecido úmido, ele cheirou o dedo e sorriu, eu fiquei constrangida por ele ver que eu estava molhadinha, mas como não ficar se eu morria de tesão por ele e ele tava tocando uma siririca gostosinha pra mim.